CÉREBRO TRINO o que é?

Tem certeza que você conhece o cérebro trino, ou a teoria dos três cérebros? Aqui eu explico tudo certinho, sem enrolação e direto ao ponto.

Me chamo Rodrigo Bueno e seja bem-vindo ao primeiro conceito do nosso aprendizado sobre neuromarketing. Hoje vou explicar o que é o cérebro trino.

🧠 O cérebro trino: córtex, límbico e reptiliano

A teoria do cérebro trino, foi criada pelo dr. Paul D. MacLean, em 1952 e pode estar desatualizada, mas, essa foi a base teórica científica para desenvolver o que conhecemos hoje por neurociência.

Sendo assim, a teoria do cérebro trino é uma forma prática de explicar os motivos pelos quais as pessoas compram um produto ou serviço e como você pode se beneficiar desse conceito.

👱 Córtex

No cérebro trino, o córtex, neocórtex, ou o novo cérebro, como queira chamar, é o cérebro mais jovem e existe apenas no ser humano. Ele é um cérebro racional, funcional, analítico e lógico.

Esse cérebro processa nossa linguagem, fala, leitura, tocar um instrumento musical, ouvir música, planejar o futuro e cria estratégias de sobrevivência. Conteúdo, só usamos em média 15% dele.

cerebro trino

Ele serve também como um anulador de emoções causadas por outros dois cérebros que falaremos adiante.

Isso explica por que quando a esposa pergunta ao marido por que comprou determinado computador, ele responde o seguinte: “meu amor, comprei esse computador porque tem o melhor processador e estava com 20% de desconto.”

Nesse caso vemos uma resposta emocional (tem o melhor processador) seguido de uma justificativa racional (estava com 20% de desconto).

Perguntar ao consumidor por que ele comprou determinado produto não leva à verdadeira resposta. Dentre os três do cérebro trino, esse é o que processa as mentiras e tenta racionalizar as emoções que não podem ser racionalizadas.

No córtex, estão os valores e os preconceitos que o ser humano possui em relação às coisas. Por isso, o consumidor não responde corretamente a pesquisa de mercado, dando passagem livre ao sistema de mentiras alojado no córtex.

👩 Sistema límbico ou emocional

O sistema límbico é o cérebro dos mamíferos emocional no qual estão os sentimentos, as sensações e os medos.

As mulheres são um pouco mais límbicas que os homens. Entretanto, grandes líderes do mercado são bem-sucedidos por serem mais límbicos que córtex, ou seja, agem mais pela emoção que pela razão.

No sistema límbico é encontrado o Tálamo, Hipotálamo, Epitálamo, Giro do Cíngulo, Hipocampo (Memória) e Parahipocampo. Todos esses componentes são responsáveis por controlar o nosso comportamento emocional, daí o nome sistema límbico.

Se você perguntar a uma mulher por que ela comprou determinado xampu é provável que a resposta dela seja: “comprei porque ele deixa meu cabelo mais cheiroso.” Perceba que a resposta foi totalmente emocional.

A palavra “cheiroso” pode significar muitas coisas sobre o que está passando na mente dela. Por exemplo, a compra de determinado xampu pode entregar mais beleza, sendo assim, ela poderá se sentir mais bela e atraente, o que consequentemente poderá chamar a atenção de muitos homens.

Culturalmente isso não é aceito, mas, lembre-se, os conceitos sobre o cérebro trino tratados aqui são puramente biológicos.

Entretanto, devemos lembrar que na vida, ou na mente, não existem coisas boas ou ruins, e sim memórias do passado que despertam sentimentos bons ou ruins conforme nossos traumas, experiências, cultura etc.

🐒 Sistema reptiliano ou ancestral

Dentre todos do cérebro trino, esse é o cérebro mais antigo do homem. Ele é instintivo, dominador, reprodutor, é o animal que existe dentro de nós.

Diferente do córtex que pensa e do límbico que sente, esse cérebro simplesmente faz. O sistema reptiliano é o que comanda nossas vidas, pois ele é responsável por fenômenos de sobrevivência do nosso corpo, reprodução, dominação, defesa e proteção.

Embora seja o cérebro mais instintivo e básico entre os três, é fundamental na decisão de compra de todo produto ou serviço. Por isso, quando você compra um produto, seu cérebro reptiliano fica se perguntando: “qual é a importância desse produto ou serviço para minha sobrevivência?”.

Vamos a um exemplo básico:

Você se lembra do Zidane, ex-capitão da seleção francesa na copa de 2006, na Alemanha? Ele atacou um jogador italiano que havia insultado sua mãe e sua irmã. Zidane simplesmente deu-lhe uma cabeçada, parecendo um animal selvagem.

Isso significa que o cérebro reptiliano de Zidane se ativou, seu instinto de sobrevivência, defesa e proteção reagiu assim: “com minha tribo, você não se mete.” O que significa que sua atitude não foi nada racional.

Por isso, é importante saber que no processo de decisão de compra o réptil é o grande decisor, o sistema límbico fica responsável por entregar o prazer e o córtex justifica a decisão. Sendo assim, segundo a teoria do cérebro trino, podemos perceber que a emoção mata a razão, mas o instinto mata os dois.

Então, agora que você já conhece sobre a teoria do cérebro trino e não precisará comprar um livro ou um artigo em pdf complicado por aí.

Vamos falando.

Abraços!

Para conhecer mais sobre o cérebro trino e outros conceitos, não esqueça que você pode fazer o meu Curso de Neuromarketing.

E se você gosta de conteúdos como esse, não se esqueça de se inscrever no meu canal.

Deixe seu comentário

INSCREVA-SE GRATUITAMENTE!

Início das aulas 24 de agosto